Nós Estamos Voltando para um Fracasso Hipotecário em Miami?

portugues,Imobiliario de miami, notícias de miami,miami corretor de imoveis,brickell imobiliario,miami beach imobiliario

De julho de 2017 a julho de 2018, o número de execuções de hipotecas na área de Miami cresceu impressionantes 29%, com a taxa de execução aumentando de mês a mês numa tendência ascendente que tem deixado muitos proprietários, investidores imobiliários e economistas preocupados. Muitas pessoas ainda podem se recordar do deprimente fracasso nas tendências hipotecárias durante a recessão de 2008, e a recente tendência hipotecária ascendente em Miami deixou muitos se perguntando se nós estamos seguindo na direção de outro fracasso hipotecário no futuro. Vamos dar uma olhada mais de perto nas potenciais causas para esses aumentos nas execuções de hipoteca, como Miami está se saindo como parte da tendência nacional, e o que o futuro pode guardar.

Furacões ou fracasso?

Há poucas dúvidas de que o Furacão Irma, que atingiu Miami no outono passado, teve um impacto na atual taxa de execução de hipoteca. Mais de 4 milhões de casas foram impactadas pelo furacão, o que causou vários níveis de danos a propriedades, variando de danos menores a maiores, o que poderia custar em qualquer lugar de algumas centenas a milhares de dólares para consertar.

Em áreas de pessoas com rendas de nível médio ou baixo, consertar esse tipo de dano às suas casas frequentemente está fora de alcance, e talvez essa seja uma das razões significantes pelas quais as taxas de execução tenham apenas aumentando pelos últimos 12 meses. Isso é evidente mesmo em outras cidades impactadas por furacões, já que as taxas de execução de hipoteca nessas cidades historicamente aumentam nos anos seguintes a uma grande tempestade que causa danos maciços à propriedade.

Mas o Furacão Irma é o único culpado? Provavelmente não. Embora o dano do furacão certamente seja parte do aumento das execuções de hipoteca, ele não é a única razão. A porcentagem de execução de hipotecas é mais evidente em áreas como Miami-Dade, onde os salários permaneceram amplamente iguais ao longo da última década a despeito dos sérios aumentos nos custos de vida, casas, apartamentos/condomínios e serviços. Com os custos de vida em elevação de modo geral sem aumentos de salário, não é surpresa que as casas estejam tendo as hipotecas executadas numa taxa ascendente mês a mês

Miami vs. o resto da nação

Miami não é a única cidade experimentando um aumento nas execuções de hipoteca. Houston, Los Angeles, Austin, San Diego e Detroit estão ente as cidades que relataram um aumento em suas taxas de execução de hipoteca ao longo dos últimos 12 meses.

Apesar disso, no entanto, a nação não está experimentando um aumento na taxa de execução de hipotecas como uma tendência ampla. De modo geral, a taxa de execução de hipotecas nos Estados Unidos caiu --para .5%, para ser exato--que é a taxa nacional de execução de hipotecas mais baixa relatada desde 2006. De acordo com um relatório de 2018, cerca de 10,1% de todas as propriedades hipotecadas nos Estados Unidos são consideradas incapazes de se pagar; esta é na verdade uma taxa melhorada, já que em 2012 ela era de 29%.

No futuro

É improvável que a taxa de execução de hipotecas em Miami vá diminuir por conta própria, especialmente em casos onde as execuções estão relacionadas a áreas com custos de vida aumentados sem um aumento nos salários em geral. Com sorte, no entanto, a tendência não irá resultar em um fracasso hipotecário—mas um pico que reduz gradualmente com as fortunas econômicas melhoradas e melhores tendência predicativas imobiliárias. 

Eddie LaRosa e a Miami Real Estate Official da EWM Realty International são especialistas locais que trabalham para proporcionar as informações locais mais recentes. Se você gostaria de comprar ou vender em Miami, entre em contato conosco hoje pelo 305-968-8397 ou nos envie uma mensagem aqui. Nós nos especializamos no Mercado Imobiliário de Miami e nosso conhecimento na área já ajudou incontáveis de nossos clientes imobiliários.